Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Hemisfério

Madeira: roteiro de locais a visitar

01.08.20 | Hemisfério

A Madeira é uma ilha relativamente grande e conhecê-la requer algum tempo e o aluguer de um carro. Se pretendes conhecer esta ilha bem o ideal é passares lá entre 5 a 7 dias. Em função do tempo que lá estiveres podes montar um roteiro, sabendo quais são os locais de paragem obrigatória.

  • Mercado dos Lavradores

mercado dos lavradores 2.jpg

O Mercado dos Lavradores é o local onde se encontra tudo o que há de melhor na ilha, seja o peixe, o vinho, os frutos, a flores, a poncha, o bolo do caco ou até algumas lembranças (como postais ou porta-chaves).  

 

  • Jardim Botânico

jardim botânico.jpg

 

O Jardim Botânico está localizado numa zona alta da cidade do Funchal e para além de oferecer uma excelente vista sobre a cidade, oferece mais de 2500 plantas. Os famosos mosaicos de flores e arbustos são a imagem de marca deste local.

 

  • Museu Cristiano Ronaldo

Museu-Cr7-Madeira.jpg

 

O Museu Cristiano Ronaldo é um verdadeiro tributo ao jogador e nele é possível encontrar recordações da espetacular carreira de Ronaldo. Botas de Ouro, Bolas de Ouro, troféus de clubes e correspondência dos fãs.

 

 

  • Cabo Girão

cabo girão1.jpg  O Cabo Girão é uma das falésias mais altas do mundo (com 589 metros de altura). O miradouro oferece uma vista incrível sobre o precipício e o oceano. 

cabo girão2.jpg

 

 

 

Com bom tempo a vista para a cidade do Funchal vale a pena.Se tiveres vertigens, talvez não te consigas arriscar a pisar o chão de vidro do miradouro.

 

  • Miradouro Cristo Rei

cristo rei1.jpg

Situado no Garajau, o Miradouro do Cristo Rei deve o seu nome à construção da estátua do Cristo Rei por Georges Serraz em 1927. A majestosa estátua encontra-se no topo de uma colina onde se pode admirar a magnifica vista sobre o mar.

 

  • Curral das Freiras

curral freiras.jpg

O Curral das Freiras é uma pequena vila rodeada de altas montanhas que fica bem no coração da ilha. Se fores à Madeira em agosto é provável que não consigas visitar este local (que foi o que me aconteceu) porque, devido à existência de uma festa local, é praticamente impossível estacionar e visitar a vila.

 

  • Pico do Areeiro

pico do areeiro.jpg

 

O Pico do Areeiro é o terceiro pico mais alto da ilha. A paisagem é deslumbrante e a melhor parte é que é acessível de carro. Quem quiser também pode fazer um dos mais perigosos trilhos da ilha: um percurso de 7 km que liga o Pico do Areeiro ao Pico Ruivo.

 

  • Pico Ruivo

pico ruivo.jpg

O Pico Ruivo é o ponto mais alto da ilha da Madeira e até lá chegar é preciso fazer um percurso pedestre. Se não quiseres percorrer os 7km que ligam os dois picos, podes sempre escolher o trilho que liga a Achada do Teixeira ao Pico Ruivo. Este trilho para além de ser mais fácil, é mais curto (2.8 km).

 

  • Miradouro dos Balcões (levada)

balcões.jpg

A Levada dos Balcões é um pequeno trilho no meio da natureza. Pouco frequentado por turistas é uma caminhada calma e solitária. O esplêndido Miradouro dos Balcões que, em dias de céu azul, dá para observar o Pico do Areeiro e o Pico Ruivo. 

 

  • Santana

santana.jpg

As famosas casas típicas da ilha da Madeira com os seus telhados de colmo e pintadas de vermelho, branco e azul encontram-se em Santana. Nesta zona da ilha é possível fotografar as casas e até mesmo entrar em algumas, pois estão a ser utilizadas para venda de comércio local.

  • Grutas de São Vicente

grutas de são vicente.jpg

Estas grutas são formadas por tubos de lava criados pelas baixas temperaturas, o que permitiu que a lava solidificasse na parte exterior, continuando a circular na parte interior. Na visita às grutas, que dura cerca de 30 minutos, o aspeto mais curioso é que estamos sempre a ser atingidos por gotas de água geladas. No final, é suposto visitar o centro vulcânico, mas confesso que a atividade se revelou tão secante que a abandonei a meio.

  • Piscinas Porto Moniz

porto moniz1.jpg

Estas piscinas “naturais” que foram construídas aproveitando as características naturais das rochas permitem um banho em segurança mesmo junto ao rebentar das ondas. Contudo, este local da ilha é bastante ventoso e nem sempre se apanha um bom tempo.

 

  • Calheta

calheta.jpg

 

Depois de apanhar um mau tempo nas piscinas de Porto Moniz segui caminho e encontrei uma série de praias seguidas. Curiosamente, a praia da Calheta é das únicas de areia branca. Ideal para passar uma bela tarde e dar uns bons mergulhos para refrescar do calor e do sol que lá faziam.

 

WhatsApp Image 2020-08-01 at 11.33.21.jpeg

 

Termino aqui o meu roteiro de locais a visitar na Madeira. Se fores à ilha, já sabes que estes têm paragem obrigatória. Para além disso, não te esqueças de provar a poncha e o bolo do caco e ainda andar nos carros de cesto.

Por: Inês Capucho

2 comentários

Comentar post